será que você anda comendo emoções

Muita gente está acima do peso porque come literalmente as emoções.

Descubra como lidar com as principais emoções que nos fazem comer demais.
Dicas de nutricionistas para lidar com essas “sensações” que nos levam ao ataque a geladeira.


A pergunta é: “Estou realmente com fome ou estou apenas respondendo a algo que está acontecendo?”
Se a fome não é a razão, aqui estão algumas alternativas que podem te ajudar a lidar com três das emoções mais comuns que nos levam a comer: Estresse e Raiva

1 Saia da situação estressante. Se você teve uma briga com um amigo ou membro da família, levará algum para se acalmar. Faça uma lista do que você quer dizer para a pessoa com quem você teve o conflito e reveja a questão mais tarde, quando vocês dois estiverem mais calmos.
2 Respire fundo. A respiração profunda reduz a pressão sanguínea e aumenta a sensação de calma.
3 Pratique exercícios. É um “remédio” conhecido e você pode até encontrar atividades que ajudem você a lidar com a raiva.
4 Ouça música. Todos nós gostamos de músicas que acalmam. Faça um playlist que você possa usar sempre que quiser.
5 Previna o estresse de acontecer novamente. Tente mudar a rotina ou a forma de fazer as coisas que você sabe que podem te estressar.

Tristeza e Solidão

1 Brinque com seu animal de estimação: os animais tem amor incondicional. Este contato promove a saúde e bem-estar emocional também.
2 Procure seus amigos. Conversar com amigos e familiares, mesmo se você não fala com eles há algum tempo, fará você lembrar de todas as pessoas maravilhosas que existem em sua vida e que se preocupam com você.

3 Faça um trabalho voluntário. Pessoas que se voluntariam se sentem melhor em relação a si mesmas. É difícil de sentir para baixo quando você está ajudando os outros!

Tédio

1 Pense em um novo hobby. Você pode fazer algum tipo de arte, estudar novas linguas ou até começar a treinar para corridas. Ao praticar essas atividades regularmente, você terá muito o que fazer. Faça uma lista de todas as coisas que você sempre quis aprender e comece!
2 Leia. Nós investimos pouco tempo lendo nos dias de hoje, mas todo mundo tem alguns minutos sobrando aqui ou ali. Tenha com você um livro, jornal ou revista de sua preferência. Defina uma meta, como ler 15 minutos a cada noite e, com a prática, esse tempo pode aumentar naturalmente. Assim você manterá sua mente (e as mãos) ocupadas o suficiente para comer.
3 Jogue um jogo. Lembre-se como alguns jogos podem ser divertidos e levar horas para acabar! Se você está sozinho, palavras cruzadas podem ser uma boa alternativa.

Aplicando essas dicas você estará no caminho certo para parar de comer emocionalmente. Você pode não se dar bem em todas as tentativas, mas se você aceitar seus erros e seguir em frente, vai superar este impasse de uma vez por todas.

Fonte: dietaesaude.com.br

O que são talismãs?

Talismãs são objetos que carregam pantáculos ou caracteres e que foram consagrados de acordo com uma crença. Possuem supostamente poderes ocultos de proteção, harmonia, energia etc.
Os talismãs podem ser amuletos, feitos com objetos naturais (pedaço de osso, espinha de peixe, uma pena etc.); talismãs propriamente dito, que, mesmo composto com um objeto natural, tem em sua composição algum elemento artificial; e pantáculo, que é a forma mais elaborada do taismã e caracteriza-se por seu aspecto ativo. Ou seja, diferentemente do amuleto e do talismã, mais utilizados para uma suposta proteção, o pantáculo é supostamente um emissor fluídico que irradia forças mágicas e age conforme as forças do Cosmos.


O talismã também pode supostamente representar um papel maléfico, já que segundo algumas religiões e crendices populares os supostos meios mágicos tanto podem ajudar como prejudicar.
Há também os teraphim e os filactérios. Estes são constituídos por pequenos pedaços de pergaminho onde são transcritas passagens das Escrituras, geralmente depositados em duas caixinhas e presos ao corpo na cabeça e no braço esquerdo.[1] Os primeiros são uma espécie de pantáculos de supostas adivinhações e proteção mágica.
A palavra talismã, tem conotações de magia, mas muito antes de atingir essas conotações tinha outro significado: “completar”. Do grego télesma, que significa completude.


Ou seja, um talismã é qualquer coisa ou ideia que completa a outra por inteira.
No dicionário Aurélio aparece apenas o significado da palavra atual, de um objeto com poderes de magia. Porém mostra que tem origem dessa mesma palavra grega.(Fonte Wikipédia)