Terapia floral para o stress

floral para estresse, combate o nervoso
Eu adoro a terapia Floral do Dr. Bach, sou adepto e estudioso do assunto a mais de 12 anos e para mim, os Florais são excelentes coadjuvantes, e até astros principais no tratamento de problemas emocionais e até físicos.
Alias, cada vez mais se comprova que o desequilíbrio emocional acaba gerando doenças físicas que mal cuidadas podem ser fatais.
Esta receita é para quem anda estressada(o), nervoso demais e cheio de responsabilidades como fardos nas costas.
Antes de explodir, use esse Floral para acalmar os ânimos.

Receita de Floral para ansiedade

Os florais corrigem o equilíbrio emocional no campo energético. Tiveram seu efeito reconhecido em 1976. Para o Dr. Bach o importante era tratar a personalidade da pessoa e não a doença. A doença é o resultado do conflito da alma e da personalidade (“O sofrimento é mensageiro de uma lição, a alma manda a doença para nos corrigir, nos botar no caminho de novo. O mal nada mais é do que o bem fora do lugar.”).

A origem das sete doenças é proveniente de sete defeitos do homem:

1º : Orgulho
2º : Crueldade
3º : Ódio
4º : Egoísmo
5° : Ignorância
6º : Instabilidade Mental
7º : Cobiça, Gula

São sete os caminhos do equilíbrio (liberdade):

1º : Paz
2º : Esperança
3º : Alegria
4º : Fé
5º : Certeza
6º : Sabedoria
7º : Amor

Seu conceito de saúde é: Harmonia, integração, individualidade e integridade.

O importante é ser livre, jogar muita coisa para o alto e fazer o
que a nossa alma quer.

Para quem anda sofrendo com a apatia, depressão, solidão, desânimo total:
Para falta de interesse pelas circunstâncias atuais:

Sua Receita


AGRIMONY – ASPEN – ELM – IMPATIENS

Pingue 4 gotas embaixo da língua 3 a 4 vezes ao dia, ou a qualquer momento que sentir-se irritado(a), com medo, sem rumo, nervoso(a)…

Atenção: Este “tratamento” natural não substitui nenhum tratamento médico. Por isso, não abandone ou deixe de consultar o seu médico em qualquer sintoma diferenciado.
Os Florais não tem contra indicação e são um excelente coadjuvante em tratamentos emocionais.
Paulo Roberto Gaefke

O que é Fome e o que é Ansiedade

A fome é muito simples de descrever: é aquela que quando passa o horário das refeições sem nos alimentarmos, ela logo chega e avisa quando chega, com os famosos “roncos na barriga”. Quando comemos, ela vai embora e os “roncados na barriga” também. Pronto! Era fome mesmo.

E a ansiedade?
A diferença é muito tênue
Geralmente ela aparece também nas horas das refeições, mas isso não é regra. Os sintomas são os mesmos da fome, inclusive com os “roncos na barriga”. Mas a diferença é que você come, come, come e a “fome” continua. Isso não é fome. É ansiedade. E não adianta comer mais, porque ela não vai embora.