Ta ficando muito cabelo na escova ou no chão do banheiro?

Bom, queda de cabelos tem muitas causas, uma delas pode ser uma causa genética e ai é sempre bom consultar um médico, um dermatologista para ver a extensão da coisa.
O bom é que para algumas pessoas, uma receita natural preparada em casa mesmo ajuda ou resolve de vez.
Separei as melhores receitas testadas e aprovadas para você.


Receitas naturais contra queda de cabelo

receita-natural-antiqueda-de-cabelo

Hoje em dia, queda de cabelo é um problema que atinge tanto homens quanto mulheres. E nem sempre são os hormônios ou genes os responsáveis por essa perda. Calma, não é preciso recorrer a produtos caros para reverter a situação, pois a própria natureza oferece ‘medicamentos’ eficazes:

Banho de cerveja

Após lavar os cabelos, enxague-os com água quente.

Massageie o couro cabeludo com 100 ml de cerveja e deixe agir por 15 minutos.

Enxague os cabelos com água quente e massageie-o novamente com cerveja.

Penteie os fios e deixe a cerveja secar no couro cabeludo. Calma, o couro absorve tão bem a bebida que não ficará nenhum cheiro desagradável nos seus cabelos.

Máscara:
para combater a queda de cabelos e fortalecer o seu couro cabeludo, ai vai uma receita muito boa que pode ser aplicada em qualquer tipo de cabelo e para todos os tipos de quedas de cabelo.

Ingredientes:

2 folhas de babosa (aloe vera) medias
¼ mamão papaia
½ copo de agua

Preparo:

Corte as folhas da babosa ao meio e raspe a polpa com uma colher .

Coloque a polpa da babosa e o pedaço de mamão papaya sem a casca e a semente e a água no liquidificador.

Bata até ficar um creme liso e homogêneo.

Aplique no couro cabeludo primeiramente com o auxilio de um pincel desses de aplicar tintura no cabelo ou um pedaço de algodão.

Depois vá aplicando no comprimento, da nuca para a frente, mecha a mecha, começando da raiz e espalhando com pincel ou pente largo até as pontas.

Deixe agir nos cabelos e couro cabeludo por 20 minutos.
Depois disso enxágüe normalmente.

A babosa(aloe vera) e um excelente anti inflamatório, e é reconstrutor dos fios e do tecido do couro cabeludo.

Esta mascara alem de hidratar e fortalecer o couro cabeludo e os fios, ainda hidrata e nutre, e se for repetida uma vez por semana, alisa progressivamente.

Experimente e depois comente os excelentes resultados.

Obs: se for alérgico à babosa(aloe vera) ou ao mamão , não faça uso da mascara.

Outras dicas

Tudo que estimula a circulação no couro cabeludo age positivamente sobre o crescimento doas cabelos e contribuir para o desaceleramento da queda capilar.

– Cebola: contém alto teor de enxofre, indicado para o crescimento dos fios. Massageie os cabelos durante 10 minutos com a superfície cortada de uma cebola e depois lave-os com xampu suave, para torná-los fortes e espessos.

– Raiz de urtiga: prepare uma loção para combater a queda usando 500 ml de vinagre de maçã, 200 g de raiz de urtiga e 1 litro de água. Misture tudo em uma panela, cozinhe durante 30 minutos, coe, deixe esfriar e transfira para um frasco. Use a loção 3 vezes por semana.

– Alecrim: óleo de alecrim também estimula o crescimento dos fios.

Prevenção

– Uma alimentação rica em frutas, hortaliças e produtos integrais fornece ferro, iodo e vitamina B ao corpo — substâncias indispensáveis à saúde dos cabelos.

Fonte: Por Karla Precioso
http://mdemulher.abril.com.br/blogs/karlinha/

Talismãs são objetos que carregam pantáculos ou caracteres e que foram consagrados de acordo com uma crença. Possuem supostamente poderes ocultos de proteção, harmonia, energia etc.
Os talismãs podem ser amuletos, feitos com objetos naturais (pedaço de osso, espinha de peixe, uma pena etc.); talismãs propriamente dito, que, mesmo composto com um objeto natural, tem em sua composição algum elemento artificial; e pantáculo, que é a forma mais elaborada do taismã e caracteriza-se por seu aspecto ativo. Ou seja, diferentemente do amuleto e do talismã, mais utilizados para uma suposta proteção, o pantáculo é supostamente um emissor fluídico que irradia forças mágicas e age conforme as forças do Cosmos.


O talismã também pode supostamente representar um papel maléfico, já que segundo algumas religiões e crendices populares os supostos meios mágicos tanto podem ajudar como prejudicar.
Há também os teraphim e os filactérios. Estes são constituídos por pequenos pedaços de pergaminho onde são transcritas passagens das Escrituras, geralmente depositados em duas caixinhas e presos ao corpo na cabeça e no braço esquerdo.[1] Os primeiros são uma espécie de pantáculos de supostas adivinhações e proteção mágica.
A palavra talismã, tem conotações de magia, mas muito antes de atingir essas conotações tinha outro significado: “completar”. Do grego télesma, que significa completude.


Ou seja, um talismã é qualquer coisa ou ideia que completa a outra por inteira.
No dicionário Aurélio aparece apenas o significado da palavra atual, de um objeto com poderes de magia. Porém mostra que tem origem dessa mesma palavra grega.(Fonte Wikipédia)