Conheça Haziel: O anjo da Reconciliação

Você quer se reconciliar com alguém??
Você precisa se reconciliar com a sua vida, fazer as pazes com o dinheiro, com a família???

Não importa se é com o dinheiro que anda desaparecendo da sua vida ou com a pessoa amada que resolver ir embora assim, do nada, o anjo Haziel vai te ajudar no processo de reconciliação.


Veja no final da leitura, como fazer:

Haziel é o Anjo que domina a bondade e a reconciliação. Possui influência sobre as promessas feitas de forma sincera e também facilita os ganhos de causa para as pessoas inocentes.

Haziel é o Anjo dos dias 28/03 – 09/06 – 21/08 – 02/11 – 14/01
Quem nasce nesse dia sabe compreender e não julgar os erros dos outros.

São pessoas generosas que gostam de dar presentes mas estão sempre atrasados.

Haziel é o anjo da categoria dos Querubins.
Os Querubins são conhecidos como guardadores dos registros sagrados e ajudam para que o Plano Divino seja cumprido. São os guardiões da luz e das estrelas. Essa categoria é chefiada pelo Arcanjo ou Príncipe Raziel, tido como Anjo dos Mistérios.

O número de sorte é o 8. E a carta do tarot é a da Justiça.

A hora de presença do Anjo Haziel na Terra é de 2:40 às 3:00 da madrugada.

Sua vela é branca e a essência é de violeta.

O salmo é o de número 24. É um salmo para se fortalecer a fé e obter a misericórdia Divina pedindo proteção contra seus inimigos.

Como Fazer o Pedido de Reconciliação com o anjo.

Então, escreva em uma folha de papel, o que você deseja reconciliar na sua vida:
Escreva assim: Eu, (seu nome), desejo me reconciliar com : Nome da pessoa ou coisa. E que essa reconciliação seja de maneira natural e que dure para sempre.

Enrole esse papel (faça um rolinho) e coloque em um lugar alto onde ninguém veja.

Leia o Salmo 24 por 4 dias seguidos e no quinto dia queime o rolinho de papel com o seu pedido.

O Salmo 24

Do SENHOR é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam.
Porque ele a fundou sobre os mares, e a firmou sobre os rios.
Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo?
Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente.
Este receberá a bênção do Senhor e a justiça do Deus da sua salvação.
Esta é a geração daqueles que buscam, daqueles que buscam a tua face, ó Deus de Jacó. (Selá.)
Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória.
Quem é este Rei da Glória? O Senhor forte e poderoso, o Senhor poderoso na guerra.
Levantai, ó portas, as vossas cabeças, levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória.
Quem é este Rei da Glória? O Senhor dos Exércitos, ele é o Rei da Glória. (Selá.)

 

Conheça a Oração do Senhor!

A Oração do Senhor, também conhecida como o Pai Nosso, é talvez a oração mais conhecida do cristianismo. Duas versões dela ocorrem no Novo Testamento, uma no Evangelho de Mateus (Mateus 6:9-13) como parte do discurso sobre a ostentação, uma secção do Sermão do Monte; e a outra no Evangelho de Lucas (Lucas 11:2-4).


O contexto da oração em Mateus é uma parte de um discurso, sobre um povo sofrido que ora grandiosamente, simplesmente com a finalidade de ser visto orando; Mateus descreve Jesus ensinando as pessoas à orar “após a fórmula” dessa oração. Tendo em conta a estrutura da oração, fluxo de sujeito e ênfases, uma interpretação da Oração do Senhor é como uma orientação sobre como orar em vez de aprender algo ou repetir por hábito.


Há outras interpretações sugestivas que a oração foi concebida como uma oração específica à ser usada. O Novo Testamento relata Jesus e seus discípulos orando em várias ocasiões; mas nunca os descreve usando essa oração, é incerto o quão importante ela foi originalmente vista e tida.
No dia da Páscoa foi estimado que dois bilhões de cristãos católicos, anglicanos, protestantes e ortodoxos leram, recitaram ou cantaram a oração em milhares de línguas.
Fonte Wikipedia