Famosa Simpatia de São Cosme e Damião para conseguir Emprego urgente

Simpatia para emprego urgente

Famosa Simpatia de Cosme e Damião para graças urgentesNuma sexta-feira 13, o Programa Globo Repórter mostrou uma reportagem onde uma pessoa mostrou essa Simpatia que ela havia feito com sucesso para conseguir um emprego.

Foi uma loucura nos dias seguintes e acho que os “irmãos santos” trabalharam como malucos para atender tanta gente.

Passado a euforia, pessoas mais tranquilas descobriram que a Simpatia não era apenas para emprego, e começaram a fazer seus pedidos e alcançar Graças e mais Graças e o mais estranho: uma simpatia tão simples, sem rituais, sem velas, sem orações…

Pois agora eu lhe trago essa “receita” simples e poderosa para você usar em qualquer aflição sempre que precisar.


Esta simpatia – antiga e bem conhecida – ficou ainda mais famosa a partir do programa Globo Repórter, exibido pela Rede Globo numa noite de Sexta-Feira 13.

Quem mostrou a época falava apenas do emprego e quem fez, garante que o emprego ou entrevista vem em até 14 dias, mas ela serve para todas as áreas da sua vida.
Seja o pedido que for, a necessidade que houver, é a sua fé e a sua necessidade que vai fazer a diferença.

Veja como é simples a Simpatia para conseguir um Emprego urgente:

1) Compre um pacote de balas de vários sabores;

2) Numa quarta-feira, (de preferência em um dia que a noite terá lua cheia), leve o pacote de balas até uma praça ou um parquinho (procure que seja num horário em que ainda haja crianças brincando nesse local);

3) Deposite as balas sem que ninguém veja (desde que seja num local onde possam ser facilmente encontradas, depois) e as ofereça na intenção de São Cosme e São Damião;

Diga: “Eu “seu nome”, ofereço essas balas em intenção de São Cosme e São Damião”.
Pronto…
É só confiar e aguardar.

Acredita-se que a origem da palavra remete à moeda portuguesa de mesmo nome (o dinheiro).

O dinheiro em si é um bem escasso. Muitos itens podem ser usados como dinheiro, desde metais e conchas raras até cigarros ou coisas totalmente artificiais como notas bancárias. Em épocas de escassez de meio circulante, a sociedade procura formas de contornar o problema (dinheiro de emergência), o importante é não perder o poder de troca e compra. Podem substituir o dinheiro governamental: cupons, passes, recibos, cheques, vales, notas comerciais entre outros.