O verdadeiro bolo de coco gelado!

Você nunca mais vai deixar de comer, depois que experimentar o verdadeiro bolo de coco gelado.

 

Ingredientes do bolo:

2 xícaras de chá de açúcar
2 xícaras de chá de farinha de trigo
3 ovos
1 xícara de chá leite
5 colheres de sopa coco ralado
1 colher de sopa fermento em pó
2 colheres de sopa de margarina sem sal

Ingredientes da calda:

1 lata de leite condensado
1 vidro de 200 ml de leite de coco
1 xícara de coco ralado
1/2 xicara de leite

Para preparar a massa do bolo:

Bata bem no liquidificador os ovos, o leite, a margarina, e o açúcar.

Coloque a farinha de trigo e o coco em uma vasilha, despeje a massa batida e misture tudo muito bem.

Somente depois de tudo misturado acrescente o fermento e mexa com delicadeza.

Coloque em forma untada e enfarinhada.

Guia das Novenas Poderosas

Asse em forno médio, preaquecido, por cerca de 40 minutos, ou até dourar.

Para preparar a calda:

Faça alguns furo no bolo.
Misture todos os ingredientes e despeje sobre o bolo ainda quente.
Cubra com coco ralado.

Depois que o bolo estiver bem frio, corte em quadrados, embrulhe em papel alumínio e leve para gelar.

A origem do coco

Coco é o nome do fruto da palmeira.

O coco é um fruto do coqueiro, da família das palmáceas, a qual abrange cerca de um milhão de espécies. O coco-da-baia, introduzido na Bahia em 1553, pelos portugueses, é o mais conhecido e utilizado.

A água de coco, líquido existente no interior do fruto, especialmente em maior quantidade quando o coco está verde, constitui sabor levemente adocicado e suave.

Existem muitos tipos de palmeiras e, portanto, diversos tipos de cocos, entre eles, os mais conhecidos, a carnaúba, o babaçu, o dendê, a tâmara e o coco-da-baía, o fruto do coqueiro.

Origem controversa
O coqueiro (Cocos nucifera L.), é um membro da Família Arecaceae (família das palmeiras). É a única espécie classificada no gênero Cocos e a palmeira de maior importância econômica. Sua origem é controversa. Enquanto uns afirmam que é originário da Costa Ocidental da América Central e dali disseminou-se pelo Sudeste asiático, outros afirmam que é nativa da Indonésia, da Nova Zelândia ou da Índia. Existe uma teoria de que o coqueiro espalhou-se pelo mundo através das correntes marítimas que levaram os frutos mar afora e estes chegaram às praias, inclusive por aqui, na região litorânea entre a Bahia e o Rio Grande do Norte, onde, até hoje existem em profusão.

Mas, o mais certo, é que, no Brasil, tenha sido introduzido em 1553, procedente da Ilha de Cabo Verde que, por sua vez, recebeu-os originários da Índia. Da região do Recôncavo Baiano, espalhou-se por toda a costa do Brasil levado, provavelmente, por dispersão natural, através das correntes marítimas.

Guia das Novenas Poderosas