O Anjo Anauel pergunta:
Qual é a sua maior necessidade hoje?

O anjo do diaQue tal uma força angelical (uma não, uma centena no mínimo) para acelerar essas conquistas que estão paradas.
Seja qual for o seu problema o Anjo Anauel, é um facilitador, uma voz que leva nossos pedidos até onde podem ser atendidos.

 

Anjo Anauel

ANAUEL faz-nos descobrir todas as nossas possibilidades de relações e as vantagens que isso dá, de poder conduzir-nos a encontrar a cada um facilmente e chegar assim a transmitir facilmente o que temos a dizer. ANAUEL faz-nos trabalhar sobre o nosso poder pessoal.
Pegue uma vela branca (comum, média, não aquela de 7 dias) e na lateral dela, escreva com uma caneta uma palavra de preferência, o que mais deseja, por exemplo DINHEIRO, paz, amor, SERENIDADE, conforto, saúde, etc (escreva apenas uma coisa de cada vez).

No outro lado da vela coloque o seu primeiro nome.

Acenda a vela e coloque-a em um pires.
Embaixo do pires coloque um papel com 3 desejos urgentes e faça a seguinte prece:

Anauel, voz de Deus, que através da tua voz eu possa levar até o Universo, estes pedidos mais urgentes. São desejos legítimos de quem deseja apenas ser feliz.
Conto agora com a sua ajuda e assim que um desses desejos se cumprir, dobrarei os joelhos e direi para Deus que Ele é grande e é o Meu Deus.
Amém.

Deixe a vela queimar até o fim e depois guarde o papel dos pedidos por 7 dias, e não se esqueça: conquistou uma Graça, dobre os joelhos e agradeça a Deus.

Pode repetir 7 dias depois por várias vezes até conseguir o que deseja.
Paulo



Talismãs são objetos que carregam pantáculos ou caracteres e que foram consagrados de acordo com uma crença. Possuem supostamente poderes ocultos de proteção, harmonia, energia etc.
Os talismãs podem ser amuletos, feitos com objetos naturais (pedaço de osso, espinha de peixe, uma pena etc.); talismãs propriamente dito, que, mesmo composto com um objeto natural, tem em sua composição algum elemento artificial; e pantáculo, que é a forma mais elaborada do taismã e caracteriza-se por seu aspecto ativo. Ou seja, diferentemente do amuleto e do talismã, mais utilizados para uma suposta proteção, o pantáculo é supostamente um emissor fluídico que irradia forças mágicas e age conforme as forças do Cosmos.


O talismã também pode supostamente representar um papel maléfico, já que segundo algumas religiões e crendices populares os supostos meios mágicos tanto podem ajudar como prejudicar.
Há também os teraphim e os filactérios. Estes são constituídos por pequenos pedaços de pergaminho onde são transcritas passagens das Escrituras, geralmente depositados em duas caixinhas e presos ao corpo na cabeça e no braço esquerdo.[1] Os primeiros são uma espécie de pantáculos de supostas adivinhações e proteção mágica.
A palavra talismã, tem conotações de magia, mas muito antes de atingir essas conotações tinha outro significado: “completar”. Do grego télesma, que significa completude.


Ou seja, um talismã é qualquer coisa ou ideia que completa a outra por inteira.
No dicionário Aurélio aparece apenas o significado da palavra atual, de um objeto com poderes de magia. Porém mostra que tem origem dessa mesma palavra grega.(Fonte Wikipédia)