Foto mostrando rosto de mulher agredida

Chega de violência!


“Não é fácil denunciar alguém que você escolheu para ser seu companheiro, dividir seus sonhos, ter filhos. É fácil denunciar um desconhecido da esquina, não um filho, um pai agressor”

Leia a história completa e dê a sua opinião. Se quiser, coloque apenas um pseudônimo, seus dados serão mantidos em segredo.
Queremos saber a sua opinião e de repente a sua história. Depois de ler clique em Comentar.

A história de hoje:
Meu nome é N. e tenho 32 anos. Tenho marcas profundas pelo corpo, vítima de agressões do meu companheiro, que desde que nasceu nosso terceiro filho, começou a espancar-me sem nenhum motivo. As primeiras discussões começaram com agressões verbais da parte dele que me deixava humilhada pois ele me ofendia com tudo que é palavrão. Aindo no resguardo do nosso filho, ele cheirando a álcool, deu me um tapa enquanto amamentava o nosso filho que por pouco não fez com que eu largasse a criança, tamanha a força… Chorei mais de raiva do que da dor, e ele, ainda meio que assustado(pelo menos parecia, pediu mil desculpas e eu depois de uma semana, acabei deixando pra lá com a promessa dele de que nunca mais agiria assim.
Mas, poucas semanas depois, ele voltou a me agredir…bateu-me muito na frente dos nossos filhos com uma cinta e do lado da fivela, que marcou muito o meu corpo…
Fiquei caida no chão, amparada pelas mãozinhas do meu filho de 4 anos que chorava desesperadamente…
No dia seguinte pedi que ele saísse de casa, disse que iria ao Fórum pedir a nossa separação…ele saiu de casa me ameaçando. Disse que se eu fosse ao Forum ele me mataria e mataria os filhos junto. Diante das ameaças permaneci na casa e tentando manter me a distância daquele homem que amei muito e que hoje não reconhecia.

Desde então, sofro agressões físicas e morais, pois além de me bater, ofende com palavrões e gritos. Já tem mais de 2 anos e cheguei em um ponto que não aguento mais.
O que me segura ainda são as ameaças…ele insiste em dizer que vai me matar e matar os nossos filhos e é por eles que resisto. Sei que ele comprou uma arma…

Pouco tempo atrás, minha vizinha, vítima do marido que também a espancava, denunciou o espancamento que sofreu na delegacia da Mulher e na mesma noite, após ser ouvido na Delegacia, ele voltou em casa e matou a mulher com 5 tiros e fugiu para alguma cidade lá pros fundos do mundo onde mora a sua família e não se sabe onde se encontra.
É disso que eu tenho medo. Não tenho renda, não temos casa própria, não tenho parentes a quem recorrer.
O que eu posso fazer?
Já pensei até em colocar veneno na comida dele, mas me falta coragem…
Quero ouvir a sua opinião!