Mensagem do dia – Mau Humor do Cão
Por Paulo Roberto Gaefke

Você consegue identificar o seu mau-humor?
E consegue fazer silêncio para não contaminar os outros?
Consegue respirar três ou mais vezes para não magoar as pessoas?
Se você consegue tudo isso, vou deixar aqui uma medalha para você.
Medalha de cara de pau sem óleo kkkk.

Quando nós estamos maus, nós espirramos o ranço,
nós soltamos nossos cachorros sem coleira,
e se bobear, nós mordemos antes deles.

O problema, é que na maioria das vezes,
nós queremos encontrar o “filho d…” que fez isso com a gente!
Nós temos que encontrar um culpado, seja o governo, a mãe, o pai, aquele seu cunhado, a sua sogrinha tão querida e gentil…

Difícil é encontrar uma pessoa que ache em si mesmo o problema,
que pode ser estresse total, desamor, desilusões acumuladas.

Tá, vamos resumir: o nome disso que sentimos é FRUSTRAÇÃO!
Nós estamos desanimados sem gostar da situação e sem forças para mudar.
Quer dizer, sem “forças” para começar a mudança que é necessária.

Por isso, o primeiro passo ao acordar, é sentir o seu hálito,
faça aquele “bafinho” na sua mão e cheire (jesusisss),
e se a coisa estiver muito feia,
das duas, uma; ou você está com uma cárie horrível, ou está com humor do cão.
Então, antes de atacar alguém, analise a sua vida, reveja o seu dia a dia.
E não tenha vergonha de assumir que está precisando de ajuda.

Busque oração, papo com amigo(a) confidente,
com a pessoa amada, a mãe, o avô…
alguém que possa te ouvir…
quem sabe um terapeuta.

E mude o que precisa mudar, as vezes, a felicidade está num avental, num carrinho de cachorro quente, numa caminhada que começa hoje, com esse seu primeiro passo na busca da sua real identidade,
rumo ao que mais importa: a sua Felicidade!

Ah! Mau humor é sinal de desamor…ame mais e comece por você que está mais perto e mais precisado(a).

Paulo Roberto Gaefke