José já namorava há 5 anos Maria, uma moreninha de corpo escultural,tudo lindo e maravilhoso tinha simplesmente as medidas perfeitas de uma deusa grega.

Só tinha um problema para José:
Até hoje, Maria não tinha liberado nada a mais que uns amassos.

Um dia estavam os dois a rolar pelo sofá, pegando ali e pegando aqui.
José começa então a tirar a blusinha de Maria, abre também a calça de sua amada, mas quando estava achando que finalmente iria rolar, Maria corta o barato e fala:

– José, eu sou uma mulher de família, só vou transar com você depois de casarmos, aí até “folhinha verde” eu faço com você.

José sem entender o que era folhinha verde levantou e saiu, foi então para casa de Joana, uma loirinha aguada que era um caso antigo dele, era daquelas que liberava geral. Ao chegar, José não pensou duas vezes, foi logo pra cima de Joana.

Num rala e rola depois de várias posições e jeitos ele não pensou duas vezes e foi pedindo:
– Joana não acha que já estamos sem muitas ideias para nossas transas???
– Também estou achando Morzinho.
– Então quem sabe você não poderia fazer uma folhinha verde?

Joana ficou branca e logo gritou:
– QUEM VOCÊ PENSA QUE EU SOU????
POSSO SER SUA AMANTE, FAZER TODO O TIPO DE SACANAGEM, MAS VOCÊ TÁ ACHANDO QUE EU SOU DESTAS QUE FAZEM FOLHINHA VERDE!!!!!



Então jogou tudo que tinha por perto em José, que saiu correndo e com as calças nas mãos.
No dia seguinte José foi para o trabalho, e não parava de pensar como deveria ser o tal folhinha verde, claro que não perguntou para nenhum amigo, pois não queria passar vergonha.

A solução então seria uma “Casa de Acompanhantes”.

De noite ao chegar à casa das menininhas, bebeu umas e outras e, estando preparado para gastar uns cobres, ele foi logo pegando a menininha mais linda, uma loirinha de parar o trânsito. Ao chegar no quarto não deu outra, ele foi logo perguntando:

– E então você faz realmente tudo????
– Claro!!! Estou aqui para te dar prazer, fofinho!!!!
– Qualquer coisa mesmo??
– Já falei faço de tudo para ganhar dinheiro, como você quiser.
– Então tá, vamos começar logo com o folhinha verde???

Sem pensar a menininha um tapa na cara do José e foi gritando:
– SEU SEM VERGONHA, SOU Prostituta, MAS NÃO SOU QUALQUER UMA, QUEM VOCÊ PENSA QUE EU SOU?
Enquanto continuava seu grande discurso, fora do quarto todo mundo escutava seus berros. Sem entender, o segurança da casa invade o quarto e pergunta:

– Meu senhor o que está acontecendo aqui??
– Meu caro eu perguntei se ela fazia tudo. – respondeu José.
– Aqui todas fazem de tudo.
– Mas quando pedi para ela fazer uma folhinha verde, ela enlouq…
Sem deixar José acabar de falar, o segurança saca o revólver e vai berrando.
– AQUI É UMA CASA DE Prostitutas sim, MAS MINHAS MENINAS NÃO SÃO DESTE TIPO,SAIA JÁ DAQUI SEU FDP SENÃO EU TE FURO.

Então José saiu correndo e foi para a casa da Maria, e ao chegar falou.
– Maria casa comigo agora, por favor.

José não aguentava mais ficar sem saber o que era a folhinha verde.
Dois dias depois eles se casaram, e foram a lua de mel, mas no caminho eles se acidentam e Maria morreu.
José então chora de raiva pois agora jamais saberia o que era a Folhinha Verde.
CONCLUSÃO:
Se ele não soube, nos também não saberemos.
Perdi um tempo a ler esta estória não descobri o que é essa tal da FOLHINHA VERDE.
Alguém sabe???


VOLTE SEMPRE!