Crie o seu Pó da Fortuna e conquiste Fartura e Dinheiro Urgente.

Magia para conseguir dinheiro urgente

Após grandes dificuldades, Sérgio depois dessa receita consegue mais do que esperava…

Meu Amigo Sérgio passou um período de muitas dificuldades financeiras e ai você sabe: tudo vem junto e misturado!
Problemas financeiros= brigas na família= separação = desânimo = depressão e ai vai…

Uma coisa ruim puxa a outra e quando o Sérgio achava que não havia mais saída e estava desistindo de tudo, uma conhecida passou-lhe esta receita antiga de uma “poção da fartura” que ele sem muitas perspectivas resolveu experimentar (só porque tinha tudo a mão e nem precisava gastar) e olha que em pouco tempo as coisas mudaram, mudaram e ele mesmo mudou! Mudou para uma bela casa na praia e não reclama de mais nada.

Passou-me a receita que agora eu passo para quem quiser e precisar.
Este pó pode ser espalhado na bolsa, na carteira ou sobre imagens de objetos que você gostaria de ter. Ele também pode ser esfregado nas velas do feitiço ou usado em bonecos mágicos, amuletos ou em volta de seu quarto, para atrair energia de prosperidade para a sua vida.

Material:

Uma vasilha para misturar os ingredientes
Uma colher de sopa de gengibre
Uma colher de chá de menta desidratada (folhas secas de hortelã)
1/2 xícara de maisena (amido de milho)
Um saquinho ou frasco limpo

Numa vasilha, coloque o gengibre, a menta e a maisena. Misture tudo enquanto visualiza o seu objetivo de ter mais prosperidade, viver com mais conforto e comprar as coisas que você gostaria de ter. Acima de tudo, imagine você mesmo feliz e satisfeito com a sua situação financeira. A sua visualização pode ser tão detalhada quanto você quiser. Repita o encantamento a seguir enquanto continua a mexer:

Em seguida, coloque as mãos sobre a vasilha, com as palmas voltadas para baixo, e irradie energia positiva na mistura. Mentalize uma luz branca saindo da terra, subindo através de seu corpo e exteriorizando-se pelas suas mãos, até envolver a mistura dentro da vasilha.

Depois que tiver acabado de mexer e carregar a vasilha com o seu poder, guarde o conteúdo dela num saquinho ou frasco limpo. Acrescente um adesivo na embalagem, com informações sobre o conteúdo, a fase da Lua e a data. Use esse pó sempre que precisar de vibrações de prosperidade. Repita o encantamento acima enquanto espalha o pó sobre um objeto ou lugar.

Fonte: Confissões de uma bruxa adolescente, de Gwinevere Rain, Editora Pensamento

Simpatia do Alho para Atrair o Amor desejado

Simpatia para dinheiro

Simpatia Chama Dinheiro com o seu Anjo da Guarda

Talismãs são objetos que carregam pantáculos ou caracteres e que foram consagrados de acordo com uma crença. Possuem supostamente poderes ocultos de proteção, harmonia, energia etc.
Os talismãs podem ser amuletos, feitos com objetos naturais (pedaço de osso, espinha de peixe, uma pena etc.); talismãs propriamente dito, que, mesmo composto com um objeto natural, tem em sua composição algum elemento artificial; e pantáculo, que é a forma mais elaborada do taismã e caracteriza-se por seu aspecto ativo. Ou seja, diferentemente do amuleto e do talismã, mais utilizados para uma suposta proteção, o pantáculo é supostamente um emissor fluídico que irradia forças mágicas e age conforme as forças do Cosmos.


O talismã também pode supostamente representar um papel maléfico, já que segundo algumas religiões e crendices populares os supostos meios mágicos tanto podem ajudar como prejudicar.
Há também os teraphim e os filactérios. Estes são constituídos por pequenos pedaços de pergaminho onde são transcritas passagens das Escrituras, geralmente depositados em duas caixinhas e presos ao corpo na cabeça e no braço esquerdo.[1] Os primeiros são uma espécie de pantáculos de supostas adivinhações e proteção mágica.
A palavra talismã, tem conotações de magia, mas muito antes de atingir essas conotações tinha outro significado: “completar”. Do grego télesma, que significa completude.


Ou seja, um talismã é qualquer coisa ou ideia que completa a outra por inteira.
No dicionário Aurélio aparece apenas o significado da palavra atual, de um objeto com poderes de magia. Porém mostra que tem origem dessa mesma palavra grega.(Fonte Wikipédia)