O que é Asma e o que é a Bronquite

Bronquite e tratamento natural



Muita gente confunde GRIPE com RESFRIADO, e chamam Asma de Bronquite, como se fossem a mesma coisa. E por vezes, confundem a tal Bronquite Asmática e a Bronquite Alérgica,  que na verdade são asma.

O QUE É ASMA?

Anatomia da Asma, o que é a asma

Anatomia da Asma

A asma é uma doença inflamatória das pequenas vias aéreas dos pulmões (bronquíolos), de causa ainda desconhecida, mas com importante componente genético.

É uma doença respiratória crônica, muito comum, que acomete pessoas de todas as idades, porém principalmente crianças e adolescentes. Seus sintomas mais comuns são episódios recorrentes de chiado no peito, tosse seca ou com catarro, falta de ar e cansaço. Ocorre como conseqüência de uma inflamação dos brônquios (estruturas responsáveis por conduzir o ar através dos pulmões até os alvéolos). É também conhecida como “bronquite” ou “bronquite asmática”.

O QUE É  BRONQUITE

De maneira bem simples, a  Bronquite pode ser descrita como uma “inflamação das vias respiratórias superiores” (brônquios), que são as principais passagens de ar para os pulmões normalmente causada por infecção viral, especialmente no inverno. A Bronquite pode ser aguda ou crônica e algumas condições, como alergias, poluição do ar ou infecções podem piorar o quadro.

SIMPATIAS PARA CURAR A BRONQUITE

A INCRÍVEL SIMPATIA DA PORTA PARA CURAR A BRONQUITE

SIMPATIA PARA CURAR BRONQUITE INFANTIL E ADULTA

Os principais sintomas da Bronquite são:




– Tosse produtiva (produção de muito catarro na maior parte do  ano);

– Dores musculares e nas costas;

– Cansaço e arrepios;

– Irritação da garganta;

– Desconforto no peito;

– Ronco ou chiado no peito;

– Fadiga;

– Falta de ar:

Saiba mais sobre a diferença da Asma, a Bronquite Aguda e a Bronquite Crônica

 

Asma Bronquite Aguda Bronquite Crônica
O que é Doença inflamatória das pequenas vias aéreas dos pulmões, os bronquíolos. Processo inflamatório transitório dos brônquios, vias aéreas mais largas. Quadro inflamatório persistente das vias aéreas.
Causas Ainda desconhecida. A genética tem importante influência. Geralmente, por uma infecção de origem viral, como a gripe. Exposição prolongada a substâncias nocivas, como a fumaça do cigarro, que irrita e causa destruição e posterior cicatrização da parede das vias áreas e do tecido pulmonar ao seu redor.
Frequência Os períodos de crise são intercalados com períodos de melhora. Geralmente um quadro isolado, que pode ocorrer uma vez na vida. Períodos de crise de acordo com o grau da doença.
Principais sintomas Falta de ar, tosse e chiado no peito (sibilos) Tosse persistente, seca ou com expectoração (com duração de até 20 dias). Tosse tipicamente com catarro persistente, falta de ar, broncoespasmo (sibilos) e cansaço para executar atividades.
Controle e tratamento Utilização de broncodilatadores, as famosas bombinhas para asma. Com o uso, a possibilidade de reverter a redução do calibre das vias aéreas é grande. Cuidados básicos com a saúde e acompanhamento de um Doutor do Bem. O uso de broncodilatadores age apenas sobre os sintomas, pois as vias aéreas já foram destruídas.
Cura Não há cura. Contudo, seguindo o tratamento corretamente, o paciente pode obter o controle da doença e reduzir o risco de novas crises. Melhora espontaneamente após algumas semanas. Não há cura.
Idades mais comuns Crianças, antes dos 10 anos. Qualquer idade. Adultos (principalmente fumantes há anos)

 

Enquanto na asma a doença fica restrita às vias aéreas sem causar lesões permanentes na maioria dos casos, na bronquite crônica, ocorre destruição e formação de cicatriz não apenas nas vias aéreas, mas também no tecido pulmonar.