Mensagem do Meu Anjo – Arautos da fé
Por Paulo Roberto Gaefke em 29-09-2010

Arautos da fé de facilidades

Não se iluda com os gritos dos “arautos da fé das facilidades“, nem com as possibilidades milagrosas dos propósitos que envolvem dinheiro.
Seguir Jesus é compartilhar da sua vida pobre, é não ter prestígio social diante dos olhos humanos, é buscar cada vez mais servir e não o contrário.
Vejo os “arautos dos milagres fáceis”, gritando que basta crer e subir a montanha, levando um pedaço de papel com os seus pedidos que tudo estará resolvido, e o que vemos na realidade, são “espertalhões” cada vez mais afundados em seus bens materiais,erguendo pretensos templos para um Deus que prega antes de mais nada, “o nada ter”.

Disse Jesus aos seus seguidores:(Mateus 10 -vers. 8,9 e 10)
“Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.”
“Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos,”
“Nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordão; porque digno é o operário do seu alimento.”

Portanto, não se fie nas falsas promessas de facilidades, de conquistas que o seu merecimento ainda não alcançou. É pela Graça que estamos aqui, é pela Graça que nos mantemos em pé, e é tão somente pela Graça, que alcançamos este ou aquele posto no mundo, e tão somente para servir. Assim, o empresário que cresce, aumenta o número de empregados, paga mais impostos, cria fundações, auxilia entidades assistênciais, faz por merecer, e quanto mais dá, mais tem recebido, e isto também o é pela Graça.
O operário que não faz corpo mole, que trabalha sério, mesmo não ganhando tudo o que merece, não deixa o pão faltar na mesa da sua casa, e a dignidade está em cada comodo da sua casa simples. E isto, também é pela Graça.

Não se iluda: servir ao Cristo é ter o exercício da fé testado constantemente.
É ter a cada instante um chamado para reconhecer-se como cristão, ou negar o Cristo com medo do mundo. Servir ao Cristo é buscar a simplicidade, é não ter medo de dividir o pão, é cuidar do corpo, da mente, educar-se, instruir-se, buscar sempre a paz, ainda que ela pareça tão distante.
Servir ao Cristo, não é erguer templos luxuosos ou  gigantescos, é antes de qualquer coisa amparar os pobres, os miseráveis, levando primeiramente o pão que alimenta o corpo, acompanhado da palavra que edifica, que cura a alma, seca feridas. Isso é evangelização.
Leve o Cristo na alma, tenha paciência uns com os outros, seja amoroso, seja o seu falar sim, sim ou não, não. Assuma os erros cometidos, mas não se martirize, e principalmente, fuja das facilidades do mundo, porque a pirita tem brilho e cor dourada, parece ouro, mas é apenas ferro.
Aqueles que querem se servir primeiro, serão os últimos no grande banquete do Pai, por isso, pegue o seu fardo e siga o Cristo que chama para a verdadeira felicidade.
Quanto aos arautos da fé que vendem facilidades em nome de Cristo, “não os temais; porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se.”(Palavras de Jesus em Mateus 10-26)
Se quer seguir Jesus, tire os sapatos, vista as sandálias da simplicidade e prepare-se para os bons combates. Facilidades são para os acomodados, não para os verdadeiros cristãos.

Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke
Por amor a vida e por respeito a Natureza, torne-se vegetariano. A sua saúde agradece!

[email_link]