Para você ter uma boa ideia e mudar a sua história!

sIMPATIA DA bOA IDEIA

Ou uma fórmula criativa de sair de uma situação difícil.
Boas ideias podem valer muito dinheiro, muita paz ou muito amor, porque não?
Esta simpatia que vem dos tempos mais antigos, não é para se pedir nada, é para clarear a mente e ter boas ideias ou concentração(por exemplo quem precisa estudar).
Experimente, tenho aqui muitos relatos de pessoas que conseguiram coisas muito legais com essa simpatia.


Veja como fazer a Simpatia das Ideias Criativas

Para fazer esta simpatia você vai precisar de:
7 moedas de qualquer valor (de preferência do mesmo valor)
1 prato ou pires grande
1 colher de sopa de farinha de trigo
1 pano de prato

Coloque as 7 moedas na sua mão e pense em algo que resolveria a sua situação. Por exemplo, se for muitas dívidas, imagine-se recebendo uma promoção, aumento salarial, um prêmio extra, um bico que vai render um bom dinheiro etc.
Se for problemas no relacionamento, imagine-se de bem com a pessoa amada, vivendo a felicidade.

Pegue as moedas e coloque-as no prato com a face do valor (o número) para cima. Despeje a farinha de trigo em cima das moedas e cubra com o pano de prato(se puder amarre para ficar firme).
Coloque esse prato em um lugar alto na sua casa onde ninguém vá mexer e deixe por pelo menos 3 dias.
Uma ideia ou uma boa solução deverá aparecer nesse meio tempo.
Depois, sopre a farinha ou jogue no lixo, lave as moedas e o pires e pode usar normalmente.
Boa sorte!

O que são talismãs?

Talismãs são objetos que carregam pantáculos ou caracteres e que foram consagrados de acordo com uma crença. Possuem supostamente poderes ocultos de proteção, harmonia, energia etc.
Os talismãs podem ser amuletos, feitos com objetos naturais (pedaço de osso, espinha de peixe, uma pena etc.); talismãs propriamente dito, que, mesmo composto com um objeto natural, tem em sua composição algum elemento artificial; e pantáculo, que é a forma mais elaborada do taismã e caracteriza-se por seu aspecto ativo. Ou seja, diferentemente do amuleto e do talismã, mais utilizados para uma suposta proteção, o pantáculo é supostamente um emissor fluídico que irradia forças mágicas e age conforme as forças do Cosmos.


O talismã também pode supostamente representar um papel maléfico, já que segundo algumas religiões e crendices populares os supostos meios mágicos tanto podem ajudar como prejudicar.
Há também os teraphim e os filactérios. Estes são constituídos por pequenos pedaços de pergaminho onde são transcritas passagens das Escrituras, geralmente depositados em duas caixinhas e presos ao corpo na cabeça e no braço esquerdo.[1] Os primeiros são uma espécie de pantáculos de supostas adivinhações e proteção mágica.
A palavra talismã, tem conotações de magia, mas muito antes de atingir essas conotações tinha outro significado: “completar”. Do grego télesma, que significa completude.


Ou seja, um talismã é qualquer coisa ou ideia que completa a outra por inteira.
No dicionário Aurélio aparece apenas o significado da palavra atual, de um objeto com poderes de magia. Porém mostra que tem origem dessa mesma palavra grega.(Fonte Wikipédia)