A fé determinando as mudanças que você deseja!

A Oração de Jabez

Uma oração tão curta que engloba todos os aspectos da Oração: a fé, a gratidão e a perseverança.
Essa é a maneira de orar a Oração de Jabez, que acabou virando um livro que vendeu milhões de exemplares pelo mundo.
Essa forma de fazer a oração que eu vou te ensinar, faz você praticar diariamente a fé e a perserverança, alcançando com certeza o que mais deseja e o que mais precisa.
É puro exercício da fé de maneira muito simples. E o simples, é o que funciona.

A Poderosa Oração de Jabez

Está é a oração de Jabez que abre portas e que fala com Deus.
Faça-a diariamente pelo mês inteiro, sempre pelas manhãs e ao deitar-se.
Enquanto ora, pense no que mais precisa, no que lhe falta e agradeça pelo que já conquistou.
É assim que tudo funciona, a fé, a gratidão e a perseverança que levam a conquista.
Experimente:

“Foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; sua mãe chamou-lhe Jabez, dizendo: Porque com dores o dei à luz. Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo:
A Oração

Oh! Que me abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição!

E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido”.
1Cr 4:9-10

Saiba mais sobre a Oração de Jabez

Contexto Histórico da Oração de Jabez

De acordo com pesquisadores, tanto os livros das Crônicas (I e II) quanto os livros de Esdras e Neemias, foram escritos por volta dos anos 450 a 420 a.C, justamente no período em que os judeus acabavam de retornar do cativeiro Babilônico, que havia durado 70 anos.(O Cativeiro ou Babilônico, também chamado de Exílio ou Cativeiro na Babilónia ou na Babilônia, é o nome geralmente usado para designar o exílio dos judeus do antigo Reino de Judá para a Babilónia por Nabucodonosor II. https://pt.wikipedia.org/wiki/Cativeiro_Babil%C3%B3nico)

Logicamente encontramos os judeus muito desanimados e por esta razão que os livros foram escritos. A autoria do livro é dada a Esdras, tanto pelos primeiros cristãos quanto pelo Talmude — livros das tradições judaicas. Esdras é um personagem da tradição judaico-cristã que liderou o segundo grupo de retorno de israelitas que retornaram de Babilónia em 457 a.C. Descendente de Arão, o primeiro Sumo Sacerdote de Israel, Esdras era escriba entendido na lei de Moisés. Seu nome é citado 30 vezes na Bíblia. Wikipédia

E dentre as genealogias citadas no inicio dos livros, o escritor, ao citar Jabez, um dos descendentes de Judá, no capítulo quatro, faz questão de dizer que ele teve sua historia — que antes era lamentável— transformada em uma historia boa de ser lembrada. Era uma “motivação” para os judeus que tinham perdido até mesmo o templo onde eles adoravam a Deus, pois o muro de Jerusalém havia sido derrubado, as plantações já não existiam mais…

É importante ressaltar que Jabez não oferece nada em troca a Deus, até mesmo porque ele tinha pouco ou quase nada. Mas ele ofereceu o que ele tinha de melhor: sua capacidade de exercer a fé.

Outra versão da Oração de Jabez

“E foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; e sua mãe deu-lhe o nome de Jabez, dizendo: porquanto com dores o dei à luz.
Porque Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo:

“Se me abençoares muitíssimo e meus termos ampliares, e a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja afligido!

 

E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido”.

(1 Crônica 4:9-10)