MENSAGEM DO DIA PARA A SUA ALMA – ACALME-SE

Paulo Roberto Gaefke

O bom da vida é ter tempo para saborear e apreciar cada momento, cada conquista, cada ente querido que passa ou se estabelece em nossas vidas, é dizer sim para a vida, aprendendo que ela é uma passagem, por isso, respeitar a morte, não temê-la, mas encará-la como fim de uma jornada que todos vamos alcançar.

Agradeça os momentos, desligue-se da ansiedade que te consome, antes que a vida, mestra e professora eficiente, venha através daquilo que chamamos de dor, e que ela chama de remédios eficientes para o ensino de gente teimosa como nós, ensinar-nos o dom da paciência e do respeito aos nossos próprios limites.

Neste dia, faça uma reflexão de onde você quer chegar com tamanha ansiedade, se correr no trânsito tem te levado chegar adiante no progresso da vida?
Se o seu nervosismo tem feito mais amigos?
Se o seu desespero no falar tem ensinado alguma coisa?
Se a sua impaciência com os filhos tem trazido harmonia?
Se a sua desconfiança excessiva tem feito seu relacionamento ficar melhor?
Se o seu jeitinho de controlar vidas tem te dado paz?

Por amor a você, responda a simples questão: onde você quer chegar?

  • Tá brigando tanto para o quê?
  • Tá se matando por quê?
  • Tá estragando uma vida em troca de quê?
  • Tá arrancando os cabelos de preocupação com o quê ou com quem?

O melhor da vida, não é a conquista, nem o ganhar, mas o curtir, o apreciar, o desfrutar.

Que adianta comprar uma casa na praia e não ter tempo de ir para lá?
Que adianta casa com piscina se não tem tempo para nadar?
Que adianta um caso de amor, se não te sobra tempo para amar. dividir, conhecer, respeitar?

Pare, respire, medite, e em silêncio, em tom mais tranqüilo, peça licença para a vida, peça paz ao vento, harmonia ao mar, segurança ao sol, e agradeça ao Criador de tudo isso, por mais esse dia de vida, dia que não volta mais e cujos minutos são preciosos demais para se perder em meio ao nervosismo de quem não sabe nem onde quer chegar.
Pense nisso e acalme sua alma.

Paulo Roberto Gaefke