Tristeza

Triste
A tristeza vez em quando nos visita, e é normal chorarmos a perda de um ente querido, o fracasso em uma missão (isto na verdade é aprendizado), um momento menos feliz de nosso dia…etc. O que não é normal é ficarmos dias e dias sentados na tristeza, abatidos e mostrando a todos a nossa tristeza. Os amigos e familiares começam a se afastar, você começa a ficar mais triste e a depressão acaba chegando.
Fuja da tristeza, lembre-se de sua missão: Ser feliz

Leia pelas manhãs o  Salmo 97

1 O Senhor reina, regozije-se a terra; alegrem-se as numerosas ilhas.

2 Nuvens e escuridão estão ao redor dele; justiça e eqüidade são a base do seu trono.

3 Adiante dele vai um fogo que abrasa os seus inimigos em redor.

4 Os seus relâmpagos alumiam o mundo; a terra os vê e treme.

5 Os montes, como cerca, se derretem na presença do Senhor, na presença do Senhor de toda a terra.

6 Os céus anunciam a sua justiça, e todos os povos vêem a sua glória.

7 Confundidos são todos os que servem imagens esculpidas, que se gloriam de ídolos; prostrai-vos diante dele, todos os deuses.

8 Sião ouve e se alegra, e regozijam-se as filhas de Judá por causa dos teus juízos, Senhor.

9 Pois tu, Senhor, és o Altíssimo sobre toda a terra; tu és sobremodo exaltado acima de todos os deuses.

10 O Senhor ama aos que odeiam o mal; ele preserva as almas dos seus santos, ele os livra das mãos dos ímpios.

11 A luz é semeada para o justo, e a alegria para os retos de coração.

12 Alegrai-vos, ó justos, no Senhor, e rendei graças ao seu santo nome.

Leituras recomendadas:

(MT 5:4) “Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;”
(2CO 1:3) “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação;”
(2CO 1:4) “Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.”

[email_link]

image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +