Tratamento espiritual de Dona Zefinha

Cura, libertação, conquistas…

Para mim, Dona Zefinha é uma mulher que veio com a missão de ajudar o povo e por onde passou deixou uma mensagem de amor com suas benzeduras e rezas que lavavam a alma das pessoas aflitas.
Quantas crianças com “quebranto” D. Zefinha benzeu e curou em nome do nosso Senhor? Milhares, e de nenhuma família cobrou sequer uma moeda.
Quando partiu do nosso meio, com certeza houve festa no céu e muitos anjos forma recebê-la com beijos e abraços de quem vence a própria vida.
D Zefinha se foi, mas deixou essa receita especial para qualquer aflição que a pessoa possa ter.
Precisa de uma Graça Urgente?
O caso é complicado, confie aos 3 anjos e ao Nosso Senhor como ela dizia e tudo se arrumaria.
PEÇA AGORA O TRATAMENTO DE FÉ DA DONA ZEFINHA E RECEBA GRATUITAMENTE EM SEU E-MAIL.

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)





Acredita-se que a origem da palavra remete à moeda portuguesa de mesmo nome (o dinheiro).



O dinheiro em si é um bem escasso. Muitos itens podem ser usados como dinheiro, desde metais e conchas raras até cigarros ou coisas totalmente artificiais como notas bancárias. Em épocas de escassez de meio circulante, a sociedade procura formas de contornar o problema (dinheiro de emergência), o importante é não perder o poder de troca e compra. Podem substituir o dinheiro governamental: cupons, passes, recibos, cheques, vales, notas comerciais entre outros.


image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +

4 thoughts on “Tratamento espiritual de Dona Zefinha

  1. este tratamento espiritual e muito especial na nossa vida .obrigado

  2. Que bom! O problema espiritual está por tras de pelos menos 80% dos nossos problemas diários.

Comments are closed.