O que fica dos mortos?

Mensagem do Meu Anjo – O que fica dos mortos?
Por Paulo Roberto Gaefke em 02/11/2009

O tempo é o trem que não apita na curva e não espera ninguém...
O tempo é o trem que não apita na curva e não espera ninguém...

Recusar, nem sempre significa recuar…
por vezes, recusar é um ato de heroísmo,
quando abrimos mãos das facilidades do mundo.

Humildade não é resignação diante da miséria.
Humildade é reconhecer em cada pessoa, um membro da família,
ainda que um parente distante, sem afinidades,
é fazer por alguém, o que gostaria,
que alguém fizesse por você.

Simplicidade não é mediocridade,
pelo contrário, ser simples é difícil,
quantos tentam imitar a “embalagem natural” do ovo?
Parece tão frágil, mas é tão resistente,
tão perfeita em sua simplicidade., sem purpurina,
sem enfeites, por isso funciona.

Quantas pessoas conhecemos assim?
Tão bem vestidas ou revestidas de jóias,
de roupas da moda, e por dentro, “pão bolorento”.
Amargas, senhoras de si, arrogância no falar,
no destratar das pessoas.
Cheias de interesse…

Pena que não visitem o cemitério com frequência,
nem assistem ao desterro dos entes queridos,
pois ali, no caixão carcomido,
com resto de ossos e trapos,
está o futuro de todos nós.
A cova nivela a todos:
pobres ou ricos;

estudiosos ou ignorantes;
mendigos e milionários;
mas, a eternidade separa o joio do trigo.

De tudo o que fica de nós, só importa,
o bem que pudemos fazer.
Primeiro por nós mesmos no caminho da evolução,
depois pelo próximo, que na verdade, é apenas,
o reflexo de nós mesmos no espelho da vida.

Guarde-se do mundo e suas tentações fúteis,
busque o que é essencial para a alma,
pois o resto é como o trem que apita na curva,
passa tão rápido que poucos conseguem vê-lo.

Eu acredito em você e respeito a sua saudade…
Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br
www.oolong.com.br

[email_link]

CAMPANHA CONTRA O “AUTOR DESCONHECIDO”!
Não repasse ou poste mensagens sem saber quem é realmente o autor. Procure, averigue, investigue. Vale a pena, você valoriza quem escreve e não paga “o mico” de achar que é Platão quando na verdade é do Seu Quinzinho.
Descubra a autoria

image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu…
Paulo Roberto Gaefke no Google +

Comments are closed.