O meu nome é desafio

Mensagem do Meu Anjo – O meu nome é desafio
por Paulo Roberto Gaefke em 20/12/2009

O problema só é problema quando se apresenta.

Logo depois do choque inicial, ele passa a ser desafio.
Por isso é tão gratificante vencê-lo, e por isso nos esforçamos.
Mas porque os problemas dão tanto medo e fazem sofrer?
Os problemas representam o desconhecido, e ninguém gosta de entrar em uma rua escura, tarde da noite e em bairro afastado.
Mas, no dia seguinte, a mesma rua sob a influência do sol, se transforma, é outra,
e pode até acabar sendo a rua da nossa futura casa.

Você já andou pela sua casa de madrugada sem acender nenhuma luz?
Já foi até o banheiro ou assaltar a geladeira sem tropeçar em nada?
Tenho certeza que foi preciso um tempo para o seu cérebro assimilar o trajeto
e guardar a informação de que você pode andar no escuro sem medo, sem riscos.
Assim, os problemas quando se apresentam são como quartos escuros, onde
precisamos tatear as paredes e objetos para chegar até a luz.

Tudo pode ser vencido, mesmo que demore anos,
que passe muito tempo aos olhos da “vida moderna e imediatista”
que não sabe esperar, ainda assim,
quando “chegamos lá” onde muita gente apostou
que não conseguiríamos chegar,
a satisfação é tão grande que nos esquecemos do início,
onde acreditávamos em “problemas”.

O verdadeiro problema está em desacreditar da nossa capacidade de SUPERAÇÃO.
E superação é o mover-se com determinação no sentido contrário da dor,
é mover os olhos para outra direção,
é olhar para frente, ainda que ás lágrimas deixem a visão meio embaçada,
é saber que após a grande tempestade, o sol vai se abrir, o chão vai florir
e tudo recomeça para quem não deixou de acreditar.

Tá com problemas?
Que bom!
“São desafios que vem testar a sua capacidade de vencer a própria duvida.
Depois deles, você será muito melhor.
Acredite em você.”

Eu acredito em você

Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br
www.oolong.com.br

image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +

Comments are closed.