O anjo da reconciliação

Anjos são mediadores, mensageiros que podem e querem ajudar em nossas missões mais difíceis.
Uma delas é a reconciliação, seja com pessoas ou com situações na nossa vida.
Por exemplo, quem brigou com um parente, com um amigo ou o amor da sua vida, ou ainda, aqueles que precisam se reconciliar com o sucesso, com a prosperidade que sumiu, a saúde ou a paz.
Em todos esses casos um anjo em especial pode te ajudar.
Saiba quem é e como pedir essa ajuda especial, solicitando o Guia do Anjo da reconciliação.
Preencha, coloque seu e-mail correto e aguarde que vai receber 100% de grátis.

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)




A Oração do Senhor, também conhecida como o Pai Nosso, é talvez a oração mais conhecida do cristianismo. Duas versões dela ocorrem no Novo Testamento, uma no Evangelho de Mateus (Mateus 6:9-13) como parte do discurso sobre a ostentação, uma secção do Sermão do Monte; e a outra no Evangelho de Lucas (Lucas 11:2-4).


O contexto da oração em Mateus é uma parte de um discurso, sobre um povo sofrido que ora grandiosamente, simplesmente com a finalidade de ser visto orando; Mateus descreve Jesus ensinando as pessoas à orar “após a fórmula” dessa oração. Tendo em conta a estrutura da oração, fluxo de sujeito e ênfases, uma interpretação da Oração do Senhor é como uma orientação sobre como orar em vez de aprender algo ou repetir por hábito.


Há outras interpretações sugestivas que a oração foi concebida como uma oração específica à ser usada. O Novo Testamento relata Jesus e seus discípulos orando em várias ocasiões; mas nunca os descreve usando essa oração, é incerto o quão importante ela foi originalmente vista e tida.
No dia da Páscoa foi estimado que dois bilhões de cristãos católicos, anglicanos, protestantes e ortodoxos leram, recitaram ou cantaram a oração em milhares de línguas. Fonte Wikipedia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pai_Nosso

image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +

2 thoughts on “O anjo da reconciliação

Comments are closed.