Mensagem do dia 29/01/2013 – Uma palavra

Queria poder dizer uma palavra, uma apenas,
que levantasse os caídos e os desesperados.

Que acalmasse os ansiosos e desse coragem aos que vivem com medo.
Uma palavra apenas para levar serenidade aos angustiados,
e um pingo de juízo aos insensatos,
aos que rugem como leões, e vivem como ratos.

Queria esse poder de falar a palavra certa, na hora certa,
e que tocasse os enfermos libertando-os da dor de dentro para fora.
E ainda ter a palavra na justa medida para o condenado inocente.
Fazer do amor, bálsamo que salva gente.

Quem sabe, carregar na alma a palavra que alivia as chagas,
que alimente os famintos, e traga força aos viciados,
para largarem de vez todos os vícios, libertar os alienados.



Mas, qual o quê!
Há mais de 2000 anos atrás um jovem passou por aqui,
carregava no olhar uma espécie de oração,
quando falava tinha a justa palavra, que penetrava o coração.

Quando tocava, sarava feridas, curava dores antigas,
e quando estendeu a mão para a mulher acusada de adultério,
com apenas uma frase calou todos os acusadores.
Ainda assim, foi crucificado, e tudo o que restou,
foram palavras que nem o tempo, nem a dor conseguem apagar.
Porque esse homem só fez amar.

Se queres ser feliz, derrotar a dor, vencer os vícios,
quebrantar a miséria da alma e ver a luz,
beba direto da fonte da vida eterna,
viva, respire e ame Jesus.
Paulo Roberto Gaefke
ATENÇÃO:
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Escrito por Paulo Roberto Gaefke – www.meuanjo.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +