Mensagem do dia 19 de janeiro – Amor próprio

Aprenda que amor próprio não é pecado, é virtude!

Na mensagem do dia de hoje, falo sobre a carência que anda afetando muita gente

O mundo tá tão louco que tem gente se encontrando hoje pela primeira vez e já está falando “eu te amo” sem ao menos saber o sobrenome correto da pessoa, e o pior, muitas vezes isso ocorre online, num bate papo no “Face”, ou em outra rede qualquer.
Mas, se você acha que isso é o cúmulo, eu vou te dizer que ainda existe coisa pior: gente que quer se matar porque esse romance maluco de 1 dia acabou no quarto dia.
A pessoa jura que aquele “perfil” era a sua alma gêmea e não suporta a ausência do “teclado”.

Pai do Céu, onde paramos nosso caminhão?
Tem tanta gente “carente” por ai que juro que vi um carinha beijando o próprio reflexo no banheiro do shopping aqui da cidade, e não era treino não, era pra valer.

Ensinaram o povo que amar a si mesmo é coisa feia, que é coisa de orgulho, de gente que não ama deus…sei lá o que os deuses tem a ver com amor-próprio, mas isso foi ensinado tempos atrás e tem gente que até hoje tem “receio” de se gostar, de ser feliz com o seu jeito de amar, de viver e ser. Isso gera pessoas dependentes dos outros. Gente que “pira” se ficar sozinha. É aquela pessoa que entra em casa e liga a televisão apenas para “ouvir uma voz”.



Deixe de lado o preconceito e ame-se sem medidas. Ensine o próximo a amar-se e assim criaremos um novo tempo, onde as pessoas se conhecerão melhor e vão fugir de romances idealizados, de sofrimentos dispensáveis e por fim, de gente mais segura, capaz de amar, perdoar e recomeçar sempre.

Afinal de contas, esse ensinamento do “ame-se” tem milhares de anos, e o próprio Jesus ensinou:
– Amai ao próximo como a TI MESMO!
Se você não se ama, vai amar a quem?

Paulo Roberto Gaefke

ATENÇÃO:

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Escrito por Paulo Roberto Gaefke – www.meuanjo.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +