Mania de ser feliz

Bom dia!

Cada novidade deve ser saboreada como um fino manjar.
Cada alegria deve ser perpetuada com fotos, filmagens e imagens.
Cada sabor agradável deve ser delicadamente digerido,
como se a vida fosse areia escorrendo pelos dedos das crianças.
É tempo de cultivar a esperança.

Por que ficar parado na dor a espera de um consolador?
Por que não fazer a sua parte, distribuindo o amor?
Por que não sair da “toca” e ver se o sol raiou?
Por que não olhar para a noite e declamar uma poesia,
ainda que a rima não apareça, ainda que se esqueça,
deixar o coração falar sem barreiras,
porque no fundo no fundo, tudo é passageiro,
até o tempo de sofrer, que já não cabe mais.
Chega então, de tantos ais!

É tempo de aproveitar o tempo que lhe cabe,
ser feliz com o que já tem, e se mais vier, que mal tem?
O importante é ter sempre a certeza de que podemos muito,
que juntos somos imbatíveis, que separados somos fracos,
e isolados, não somos nada além da própria solidão,
que aflige a alma e fere o coração.

Reconheça-se como parte importante da vida e do tempo,
e se a lágrima insistir em cair, enxugue-a depressa,
há tanta vida lá fora, esperando a sua companhia.

“Que você faça da alegria, uma adorável mania.
Mania de ser feliz!”

Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br
“Ao menos uma vez por mês, pratique o vegetarianismo, para nutrir seu coração de compaixão.”

[email_link]

image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +