Limitações

Não se limite, acredite!
Não se limite, acredite!

Por que você se limita tanto?



No mundo já somos mais de 7  Bilhões de pessoas,
e você anda sofrendo por causa de uma só?

Temos mais de 1,5 milhão de empresas no Brasil,
e você chorando por causa de um emprego?
Olha quantas oportunidades podem se abrir,
novas profissões, novos setores, aprendizado.
E mesmo sem conseguir um emprego,
resta a oportunidade de comprar balas no atacado
e vender no varejo, ou fazer bolos em acasa,
quem sabe não nasce ai o Rei/Rainha do Hot-Dog?

Por que você se limita tanto?
Se fechando nesse mundinho,
quando há esse mundão de meu Deus,
estradas e mais estradas, desertos, planíces,
mares, rios, montanhas e mais montanhas,
e você se afundando nas mesmas ruas…

Por que você insiste no sofrer?
Mude o rosto, desfaça essa cara de quem comeu e não gostou,
pare com essa mania de ser infeliz,
de fazer os outros sentirem pena.
“Quem tem pena são as aves, você tem “pele”,
pele é arrepio, é tesão, é desejo, é renovação.

Enquanto você dorme todas as células do seu corpo se renovam,
emquanto você anda, ela é elástica e flexível,
coisa que muita gente não é, por isso não anda,
empaca, emperra, não se renova.

Antes de reclamar de Deus, dos anjos, dos amigos,
dos pais ou dos parentes, procure em você mesmo,
olhe para dentro de você e veja o que lhe falta:
amor?
você se ama?
ânimo?
você sonha?
amigos?
você os procura?
estabilidade?
você se controla?
paz na família?
você fala baixo, doa amor, se entrega para a paz?

Pergunto de novo: por que você se limita tanto?
Ta tudo ai em você, pronto para vencer,
pronto para ser feliz, só depende de você.
Mude agora, acredite nas possibilidades,
não tenha medo de ser melhor a cada dia,
ainda que cada passo seja um gemido,
do calo que ainda não cicatrizou.
Tudo é pouco, perto do que você merece!
Acredite em você!

Eu acredito em você

Paulo Roberto Gaefke
Mande para os amigos:
[email_link]

image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +

Comments are closed.