Estações do Amor

O amor faz diferentes sinais a cada estação,
no verão é um sorriso aberto, um jeito infantil,
um sorriso cheio de “boas intenções”,
um calor que percorre o corpo,
quente como o próprio tempo,
o amor se faz sol…

No outono, o amor é como vento da tarde,
que refresca os pensamentos, traz alegria,
é esperança que se renova, é o recomeçar,
o amor está sempre por perto.
Há sempre uma chance, para quem se abre,
e como ás arvores que perdem folhas,
o amor derruba velhos problemas,
e nos prepara para um novo romance.

No inverno, o amor pode ser desafio,
onde os que sofreram a dor do amor se fecham,
não querem sair, tem medo de amar,
o frio toma conta da alma,
mas o coração nunca esfria…
Há sempre uma tarde quente, uma noite morna,
uma lareira quente para um novo amor,
o inverno está apenas dentro de nós.

Eis que chega a primavera,
nossas flores desabrocham, é o amor pleno,
somos girassóis de contentamento,
somos margaridas que enchem o campo,
somos um dia na praia,
um passear pelos campos,
somos todos esperança,
somos perfume e cor,
simplesmente, somos o próprio amor.

Eu acredito em você

Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br

[email_link]

image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +