Erros de maquiagem que podem acabar com o seu visual

erros de maquiagem que você pode evitar

Dente sujo de batom? Ninguém merece. E cara “rebocada”? Ai Jesus!

Maquiagem é muito legal, é uma arma a mais para as mulheres se mostrarem mais bonitas. Isso quando a maquiagem é bem feita, procurando realçar a sua beleza, ou disfarçar algumas imperfeições. Mas tem gente que “erra” na mão e a coisa fica pavorosa…
Mulher repara muito mais que o os homens, mas não dá para não deixar de reparar nas “aberrações”, maquiagens exageradas ou “bocões” forçados no lápis…
Confira 9 dicas especiais para você não errar na maquiagem e ficar ainda mais bonita.
Peça agora:

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)








Primeiramente foi frade agostiniano, tendo ingressado como noviço no Convento de São Vicente de Fora, em Lisboa, indo posteriormente para o Convento de Santa Cruz, em Coimbra, onde aprofundou seus estudos religiosos através da leitura Bíblia e da literatura patrística, científica e clássica. Tornou-se franciscano em 1220 e viajou muito, vivendo inicialmente em Portugal, depois na Itália e na França. No ano de 1221 passou a fazer parte do Capítulo Geral da Ordem de Assis, a convite do próprio Francisco, o fundador, que o convidou também a pregar contra os albigenses em França. Foi transferido depois para Bolonha e de seguida para Pádua, onde morreu aos 36 (ou 40) anos.



Sua fama de santidade o levou a ser canonizado pela Igreja Católica pouco depois de falecer, distinguindo-se como teólogo, místico, asceta e sobretudo como notável orador e grande taumaturgo. Santo António de Lisboa é também tido como um dos intelectuais mais notáveis de Portugal do período pré-universitário.
(Fonte da Biografia – Wikipédia – http://pt.wikipedia.org/wiki/Santo_Ant%C3%B3nio_de_Lisboa)


image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +