Direções

Vida com direção

Você já imaginou alguém construir um prédio sem uma planta?
Imagine a cena, os pedreiros chegam para trabalhar e o engenheiro fala para cavar aqui, muda de idéia ali, sobe um andaime aqui e retira ali na frente e com certeza essa obra não vai sair do chão e se sair, vai cair em breve. Já pensou em uma empresa que não tem uma direção, um plano de metas e controle de produção? Com certeza essa empresa não sai do buraco e vai fechar em menos de um ano.


Assim como o prédio, a empresa e tudo o que é feito para o sucesso, tem que ter planejamento. Como anda o planejamento de sua vida? Quais são as suas metas para esse mês? Quanto você quer faturar? Quanto tempo vai ter para o seu lazer? Quanto tempo você reservou para Deus?. Quanto você pode gastar? Quanto vai ganhar? Essas são as metas básicas para uma vida mais estável. Veja como a Natureza é “organizada”, como tudo tem uma hora certa para acontecer, examine a fotossíntese onde as plantas durante o dia retiram o alimento da energia solar (e absorvem o gás carbônico e a noite devolvem o precioso oxigênio).

Sem planejamento a vida segue ao sabor dos ventos, se a maré está boa, a pessoa esta contente, se vem uma tempestade a pessoa chora e se desespera e viver assim é uma experiência desgastante. Eu conheço pessoas que não conseguem sequer parar para tomar um café, ler um recado no mural da empresa, ou uma simples mensagem via e-mail.



O tempo vai passando e a pessoa se matando no emprego, na escola, em casa, e quando percebe é trocado por outra sem a maior cerimonia. As pessoas as vezes aprendem na raça e na dor que não são insubstituíveis e infelizmente, muitas só acordam no leito do hospital com um infarto agudo do miocárdio, úlcera ou outra doença do “estresse”, doença também conhecida como “eu não me amo”, outras vezes a pessoa se vê trocada por outra sem sequer perceber o que aconteceu, também pudera, ela não podia perceber o que acontecia a sua volta, estava ocupada em sua desorganizada vida.



Aprender que há tempo para tudo, que não somos “super máquinas”, que não somos insubstituíveis, são lições que o planejamento de nossa rotina pode ajudar, mas, não se esqueça: “não basta planejar, tem que executar”!
Pense nisso.
Eu acredito em você.
Paulo Roberto Gaefke
[email_link]





image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +