Como lavar o azar

Lavando o azar

Sai Zica! Mande a má fase para outro lugar.

APRENDA A LAVAR O AZAR
De repente vem aquela onda de azar que chega a dar medo. Uma ziquizira terrível.
Até o que já estava certo começa a dar para trás e para piorar é no corpo que você sente as dores, cansaço, desânimo.
Para acabar com isso, aprenda a “lavar o azar” e diga: “xo zica!”

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)








Originado do árabe azzahar, o termo azar é utilizado com várias significações.
Acaso

É um sinônimo de acaso. Neste sentido o termo é usado, por exemplo, na expressão jogos de azar, ou seja, jogos não dependem apenas do raciocínio ou da habilidade dos jogadores, por conter alguma regra que implique acaso.
[editar]Urucubaca

Infelicidade constante, azar, Eder. Mal que atinge algum indivíduo por suposta força negativa de outrem. “Urucubaca, dizem os estudiosos, vem de urubu, aquela ave de mau agouro, que fica atrás das carniças, dos cadáveres”, diz o professor de português Sérgio Nogueira. O pai Renato de Obaluaê tem outra explicação: “A palavra “urucubaca” é de origem banto, que os negros usavam, pois eles, no tempo da escravidão, por causa da Igreja Católica, dos senhores, eles não poderiam falar feitiçaria, bruxaria, magia negra. Então, eles usavam na sua própria língua a palavra “urucubaca””, diz.[1]
[editar]Má sorte

É entendido como o oposto da sorte ou associado à má sorte e, assim, o azar se aplica como crença de que situações, pessoas e objetos possam produzir resultados reiteradamente negativos, catastróficos ou desastrosos.


image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +

2 thoughts on “Como lavar o azar

Comments are closed.