Altar Divino, como criar o seu!

Como criar o seu Altar para Orações
Diversos tipos de Altares para crenças diferentes. Faça o seu!

Para quem quer uma sintonia maior com sua parte religiosa, buscando uma maneira melhor para agradecer, pedir, conversar, desabafar com a fonte da sua crença.

A dica é montar um “Altar Divino”, ou “Altar Espiritual”, o seu cantinho de paz na sua casa, comércio ou onde você desejar um espaço para suas orações.

Como montar o seu Altar para Orações e alcançar graças e mais graças.

Passo a passo para você ter um canto especial de orações e fé.

1)Escolha o lugar mais calmo do local!
A primeira dica é essa, usar a sua intuição para encontrar o lugar mais tranquilo na sua casa onde você vai criar o seu Altar.

2)Um móvel simples de suporte.
Pode ser uma mesa, uma mesinha de canto, estante, cômoda ou até um criado-mudo.
Uma toalha branca (de preferência, mas pode ser azul clara, amarela ou verde bem clarinho).

Forre o móvel com a toalha e coloque alguns elementos que reflitam a sua fé. Por exemplo, se você é devoto de um determinado santo ou santa, pode colocar uma imagem dele(a), ou um crucifixo, anjos, fadas, duendes, elementais em geral.

Pode colocar uma Bíblia aberta no Salmo da sua preferência, ou o Salmo 91.
Se quiser mais simples e sem referências a imagens, use um vaso com flores frescas.



Velas
Velas são excelentes canalizadoras da atenção, ou seja, elas servem para dirigir a nossa atenção no foco do que desejamos atingir.
Use sempre um pires ou suporte próprio para velas e nunca deixe velas acesas no ambiente com a casa vazia ou com as pessoas dormindo.

Limpeza constante e graças alcançadas.

Mantenha seu cantinho sempre limpo, e se possível com flores frescas.
Faça suas orações diariamente, seja para pedir, insistir numa causa ou agradecer.
Quanto mais você usar o seu “Altar”, mais forte ele vai ficar!

ALTARES PARA CADA TIPO DE PROBLEMA OU SITUAÇÃO!

Alguns altares com Santos

Altar para o amor
Altar da Família
Altar da Saúde
Altar da Prosperidade






Vampiros das suas energias: como se livrar!

Onde você tem investido a sua energia

As vezes, logo após um papo com determinada pessoa ou grupo, você sente que vai desmaiar sem forças?

Volta e meia você se sente sem energia, cansado(a) demais mesmo sem ter tido grandes tarefas?
As vezes pensa que a sua vida está dando voltas e nada de novo e bom se concretiza?
Cuidado com as suas energias pessoais.
Leia um texto super legal que vai te ajudar sem mistificar” como se cuidar e o melhor, se reabastecer de boas energias para vencer qualquer fase.
É muito, muito bom. Peça agora e receba gratuitamente em seu e-mail:

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)






O poder de mudança com Mantras Pessoais

Você sabe o que é um Mantra?
Mantra do sânscrito (Man mente e Tra alavanca) é uma sílaba ou poema religioso normalmente em sânscrito que é repetida muitas vezes com finalidade religiosa ou para meditação.
Aqui neste caso, nossos mantras foram criados para trabalhar a mente que as vezes se perde num redemoinho de emoções e energias negativas que acabam afundando ainda mais a pessoa.
A função desses Mantras é “brecar” o pensamento negativo e criar uma aura de força e poder a sua volta, mudando o que não está bom!
Escolha o que você mais precisa neste momento (encontrar um amor, um emprego, problemas emocionais, etc)
Se funciona? Experimente na sua vida por 30 dias e depois você me conta.
(Atenção: peça no formulário abaixo que o mantra será personalizado com o seu nome. Se não receber em seu e-mail, por favor entre em contato com meuanjobr@gmail.com

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)





Talismãs são objetos que carregam pantáculos ou caracteres e que foram consagrados de acordo com uma crença. Possuem supostamente poderes ocultos de proteção, harmonia, energia etc.
Os talismãs podem ser amuletos, feitos com objetos naturais (pedaço de osso, espinha de peixe, uma pena etc.); talismãs propriamente dito, que, mesmo composto com um objeto natural, tem em sua composição algum elemento artificial; e pantáculo, que é a forma mais elaborada do taismã e caracteriza-se por seu aspecto ativo. Ou seja, diferentemente do amuleto e do talismã, mais utilizados para uma suposta proteção, o pantáculo é supostamente um emissor fluídico que irradia forças mágicas e age conforme as forças do Cosmos.



O talismã também pode supostamente representar um papel maléfico, já que segundo algumas religiões e crendices populares os supostos meios mágicos tanto podem ajudar como prejudicar.
Há também os teraphim e os filactérios. Estes são constituídos por pequenos pedaços de pergaminho onde são transcritas passagens das Escrituras, geralmente depositados em duas caixinhas e presos ao corpo na cabeça e no braço esquerdo.[1] Os primeiros são uma espécie de pantáculos de supostas adivinhações e proteção mágica.
A palavra talismã, tem conotações de magia, mas muito antes de atingir essas conotações tinha outro significado: “completar”. Do grego télesma, que significa completude.



Ou seja, um talismã é qualquer coisa ou ideia que completa a outra por inteira.
No dicionário Aurélio aparece apenas o significado da palavra atual, de um objeto com poderes de magia. Porém mostra que tem origem dessa mesma palavra grega.(Fonte Wikipédia)




Breque o pensamento negativo e prospere!

Vencedores
Vamos vencer!

USE O PODER DOS MANTRAS PESSOAIS!
Mantra do sânscrito (Man mente e Tra alavanca) é uma sílaba ou poema religioso normalmente em sânscrito que é repetida muitas vezes com finalidade religiosa ou para meditação.
Aqui neste caso, nossos mantras foram criados para trabalhar a mente que as vezes se perde num redemoinho de emoções e energias negativas que acabam afundando ainda mais a pessoa.
A função desses Mantras é “brecar” o pensamento negativo e criar uma aura de força e poder a sua volta, mudando o que não está bom!
Escolha o que você mais precisa neste momento (encontrar um amor, um emprego, problemas emocionais, etc)
Se funciona? Experimente na sua vida por 30 dias e depois você me conta.
(Atenção: peça no formulário abaixo que o mantra será personalizado com o seu nome. Se não receber em seu e-mail, por favor entre em contato com meuanjobr@gmail.com

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)





Talismãs são objetos que carregam pantáculos ou caracteres e que foram consagrados de acordo com uma crença. Possuem supostamente poderes ocultos de proteção, harmonia, energia etc.
Os talismãs podem ser amuletos, feitos com objetos naturais (pedaço de osso, espinha de peixe, uma pena etc.); talismãs propriamente dito, que, mesmo composto com um objeto natural, tem em sua composição algum elemento artificial; e pantáculo, que é a forma mais elaborada do taismã e caracteriza-se por seu aspecto ativo. Ou seja, diferentemente do amuleto e do talismã, mais utilizados para uma suposta proteção, o pantáculo é supostamente um emissor fluídico que irradia forças mágicas e age conforme as forças do Cosmos.



O talismã também pode supostamente representar um papel maléfico, já que segundo algumas religiões e crendices populares os supostos meios mágicos tanto podem ajudar como prejudicar.
Há também os teraphim e os filactérios. Estes são constituídos por pequenos pedaços de pergaminho onde são transcritas passagens das Escrituras, geralmente depositados em duas caixinhas e presos ao corpo na cabeça e no braço esquerdo.[1] Os primeiros são uma espécie de pantáculos de supostas adivinhações e proteção mágica.
A palavra talismã, tem conotações de magia, mas muito antes de atingir essas conotações tinha outro significado: “completar”. Do grego télesma, que significa completude.



Ou seja, um talismã é qualquer coisa ou ideia que completa a outra por inteira.
No dicionário Aurélio aparece apenas o significado da palavra atual, de um objeto com poderes de magia. Porém mostra que tem origem dessa mesma palavra grega.(Fonte Wikipédia)




Mantras Pessoais

Você sabe o que é um Mantra?
Mantra do sânscrito (Man mente e Tra alavanca) é uma sílaba ou poema religioso normalmente em sânscrito que é repetida muitas vezes com finalidade religiosa ou para meditação.
Aqui neste caso, nossos mantras foram criados para trabalhar a mente que as vezes se perde num redemoinho de emoções e energias negativas que acabam afundando ainda mais a pessoa.
A função desses Mantras é “brecar” o pensamento negativo e criar uma aura de força e poder a sua volta, mudando o que não está bom!
Escolha o que você mais precisa neste momento (encontrar um amor, um emprego, problemas emocionais, etc)
Se funciona? Experimente na sua vida por 30 dias e depois você me conta.
(Atenção: peça no formulário abaixo que o mantra será personalizado com o seu nome. Se não receber em seu e-mail, por favor entre em contato com meuanjobr@gmail.com

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)





Talismãs são objetos que carregam pantáculos ou caracteres e que foram consagrados de acordo com uma crença. Possuem supostamente poderes ocultos de proteção, harmonia, energia etc.
Os talismãs podem ser amuletos, feitos com objetos naturais (pedaço de osso, espinha de peixe, uma pena etc.); talismãs propriamente dito, que, mesmo composto com um objeto natural, tem em sua composição algum elemento artificial; e pantáculo, que é a forma mais elaborada do taismã e caracteriza-se por seu aspecto ativo. Ou seja, diferentemente do amuleto e do talismã, mais utilizados para uma suposta proteção, o pantáculo é supostamente um emissor fluídico que irradia forças mágicas e age conforme as forças do Cosmos.



O talismã também pode supostamente representar um papel maléfico, já que segundo algumas religiões e crendices populares os supostos meios mágicos tanto podem ajudar como prejudicar.
Há também os teraphim e os filactérios. Estes são constituídos por pequenos pedaços de pergaminho onde são transcritas passagens das Escrituras, geralmente depositados em duas caixinhas e presos ao corpo na cabeça e no braço esquerdo.[1] Os primeiros são uma espécie de pantáculos de supostas adivinhações e proteção mágica.
A palavra talismã, tem conotações de magia, mas muito antes de atingir essas conotações tinha outro significado: “completar”. Do grego télesma, que significa completude.



Ou seja, um talismã é qualquer coisa ou ideia que completa a outra por inteira.
No dicionário Aurélio aparece apenas o significado da palavra atual, de um objeto com poderes de magia. Porém mostra que tem origem dessa mesma palavra grega.(Fonte Wikipédia)