Cartão de Crédito: fuja das armadilhas e aproveite-o melhor

Como fugir das armadilhas dos cartões de crédito

Já tem mais cartão de crédito no Brasil que habitantes: mais de 200 milhões de cartões!

Isso é sinal que muita gente tem mais de 2 com certeza.
Imagine o perigo ter 3, 4 ou mais cartões e não ter muito juízo, ou cair numa das “armadilhas” que os cartões promovem.
Peça e receba dicas para fugir das armadilhas dos cartões e viva melhor.



Cartões de crédito: como evitar cair na armadilha?

Cartões de crédito
Por Juan Fernando Montesdeoca

Para muita gente, ter um ou vários cartões de crédito é sinônimo de status e um recurso de grande utilidade. No entanto, não são usados com prudência, causam mais prejuízos que benefícios.

O negócio dos bancos é emprestar, e quanto maior a taxa de juros, mais eles faturam. Não é segredo para ninguém que as taxas cobradas beiram a exorbitância, e algumas pessoas levam anos ou sequer conseguem pagar as dívidas que contraem com as operadoras de cartão de crédito.

Ter um cartão de crédito representa um risco muito alto para quem não souber usá-lo com inteligência, como é o caso dos compradores compulsivos. Trata-se de dinheiro emprestado que está sempre disponível, e se você decidir gastá-lo, prepare-se para pagar um alto preço por ele.

Muitas pessoas cometem o grave erro de pensar somente no baixo valor do pagamento mínimo mensal, e acabam usando o cartão de crédito sem medir as consequências. Depois de consumir todo o limite de um cartão, continuam usando o do outro, e assim sucessivamente, até acumular uma dívida que não conseguirão pagar ao longo de uma vida inteira. A inadimplência pode gerar sérias consequências a longo prazo, comprometendo a reputação creditícia.

Mas como aproveitar as facilidades do cartão sem cair nessa armadilha?

• Use o cartão com prudência e pague sempre o valor total da fatura. Assim você evitará o pagamento de juros e encargos.

• Muitos cartões de crédito oferecem programas de fidelidade, como acúmulo de pontos que podem ser trocados por passagens áreas. Nesse caso, é vantajoso fazer suas compras no cartão.

• Verifique qual é a data de fechamento da fatura. Se você precisa fazer uma compra especial, espere um dia após o fechamento para ganhar um mês livre de juros.

Se você nunca teve um cartão de crédito, é bom providenciar um para construir um bom histórico creditício. Um cartão de crédito pré-pago é uma ótima opção para começar. Com ele, você aprende a controlar seus gastos, sempre levando em conta os itens anteriores.

Fonte:
http://discoverymulher.uol.com.br/em-casa/economia-e-tecnologia/cartoes-de-credito-como-evitar-cair-na-armadilha/Cartões de crédito: como evitar cair na armadilha?

Cartões de crédito
O endividamento com cartão de crédito é um dos principais perigos do orçamento doméstico, já que as taxas para uso do crédito rotativo do cartão atingiram em média 241,61% ao ano, segundo levantamento da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac) em setembro.

Mas será que o cartão é apenas um vilão ou pode ser também um aliado do orçamento doméstico?

“O cartão de crédito é apenas uma ferramenta, um meio de pagamento. Para quem sabe como usar, pode ser um grande aliado”, diz Oswaldo Sena, planejador financeiro certificado pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF).

O cartão de crédito pode ser usado para concentrar os gastos realizados durante o mês em uma só conta, possibilitando um melhor controle dos gastos, já que a fatura vem bem detalhada.

O cartão também possibilita a compra de um bem mais caro, adiando o pagamento para a data em que há dinheiro para pagar.

Tem, ainda, a vantagem de oferecer até 40 dias para pagar e benefícios como descontos em programas culturais e pontos em programas de prêmios (incluindo passagens aéreas).

Dívida pode dobrar em seis meses
Tudo isso só será vantagem, porém, se o consumidor tiver controle sobre seus gastos e nunca comprar além do que pode pagar quando chegar a fatura do cartão. “Lembre-se de que pagar juros é perder dinheiro”, afirma o planejador financeiro pessoal Rogério Nakata.

“O grande perigo é que se a dívida não for paga em dia, ela pode dobrar em seis meses”, afirma Sena, do IBCPF.

Ricardo Pereira, do site Dinheirama, afirma que o cartão de crédito não deve ser usado para emprestar dinheiro. “Para isso, é melhor usar outras fontes de crédito, como empréstimo consignado ou pessoal”, diz.



Mas como aproveitar as facilidades do cartão sem cair nessa armadilha?

Fontes:
http://discoverymulher.uol.com.br/em-casa/economia-e-tecnologia/cartoes-de-credito-como-evitar-cair-na-armadilha/

http://economia.uol.com.br/financas-pessoais/noticias/redacao/2014/11/12/especialistas-dao-12-dicas-para-usar-o-cartao-de-credito-a-seu-favor.htm

Deixe seu comentário. Facebook.
image_pdfimage_print

Comments are closed.

About Gaefke

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +