Amarre o tempo…

Às vezes vivemos situações em que queremos parar o tempo,
não deixar aquele momento terminar, brecar os minutos,
como se fosse possível perpetuar o instante mágico.

Aquele feriado especial onde tudo de bom aconteceu,
o dia do casamento, o nascimento do filho esperado,
a colação de grau, o primeiro pagamento no banco,
o primeiro amor e o primeiro beijo…

Fragmentos que vão sendo armazenados em nossa memória,
que guarda palavras, cores, nuances e até cheiros,
que podemos, felizmente,
recordar durante a nossa existência…

É esse prazer, que está em arquivos no seu “eu”,
que permite a magia de amarrar o tempo,
ao pé da árvore da saudade, e permite viajar,
mergulhar nas recordações, ganhar energias,
novas energias que nos fazem despertar,
quando estamos meio tristes,
acabrunhados pela situação, desanimados…

Vamos, resgate agora uma emoção que está guardada em seu interior,
aspire o perfume da infância, do travesseirinho, da chupeta,
o cheiro da pessoa amada, o gosto daquele beijo roubado na inocência,
segure o tempo com as suas mãos poderosas, e solte-o devagar,
ganhando forças para viver o hoje, construindo o amanhã,
com a certeza de que ontem foi apenas o começo,
o melhor está apenas para começar,
agora,
nesse momento,
em que o tempo diz
que chegou o tempo de ser feliz.
Paulo Roberto Gaefke
Eu acredito em você
[email_link]

image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +