Água Mágica

Água Mágica, refaz até um lar!
Água Mágica, refaz até um lar!

A infelicidade se espalha como praga.
É um vírus, do tipo “MHQSS” (mal-humor que se espalha sózinho),
vai pelo ar, está nos olhos dos “infelizes”,
só de olhar para cara da pessoa,
você já tem vontade de chorar.

Por vezes, a pessoa reclama da sua casa,
que lá não há harmonia, amor, amizade,
que no trabalho é “cobra querendo comer cobra“,
e sai se achando “prejudicada”, sem se perguntar:
-Será que eu estou fazendo a minha parte?
-Será que eu sou vacina ou contaminante?
– Será que esse vírus já não está instalado na minha alma?

Experimente, entrar no escritório, sorrindo,
cumprimente a todos olhando nos olhos,
coloque flores na sua mesa, no canto da sala,
abra às janelas, deixe a brisa entrar.

Em casa, se o povo adora discutir,
dê para cada um, a água mágica!
Onde tem água mágica?
Na torneira mesmo: pegue um pouco de água e coloque na boca,
quando a pessoa que mais discute começar o bate-boca,
mantenha a sua água na boca, sem engolir.
Deixe o infeliz falar, falar, falar, até cansar…
quando ele parar, engula a água mágica.

Isso também vale se a pessoa “chata”,
que adora um bate-boca for você.
As vezes, tudo o que precisamos é um pouco de silêncio,
de intimidade com nós mesmos.
Então, água mágica na boca e viva a paz!
A felicidade também é contagiante,
mas demora um pouco mais para se espalhar.
Parece que as pessoas ainda tem medo dela,
medo de acordar e não ter do que reclamar…
Credo!

Eu acredito na Felicidade!
Vem ser feliz!


Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br
www.oolong.com.br

[email_link]

image_pdfimage_print

About Author:

Nascido em Diadema, SP no primeiro dia de janeiro de 1961, capricorniano que adora a vida e conhecer as pessoas, apesar de adorar a reclusão do meu lar. Pai, avô, irmão, filho, cristão, budista, evangélico, católico, espírita, templário, abduzido, desencontrado e meio incerto, assim sou eu... Paulo Roberto Gaefke no Google +

Comments are closed.